;

Tags

A Clarividência e a Escrita Direta A Divina Unidade A Gênese A Grande Síntese A Lei Divina ou Natural A Oração A Providência A Rede da Vida A Vida A Visão de Deus A Vontade Ação dos Espíritos Sobre a Matéria Allan Kardec Alma do Mundo Alquimia da Mente André Luiz Ano I - Abril de 1858 - Nº 1 Ano I - Janeiro de 1858 - Nº 1 Ante os Novos Tempos Antigos e Modernos Sistemas do Mundo As Causas Primárias As Leis Morais As Máscaras de Deus As Potências da Alma As Qualidades de Deus Associação Átomos Autodescobrimento: Uma Busca Interior Bases Científicas do Espiritismo Bases Para a Autorrealização Bert Hellinger Camille Flammaron Caminho Verdade e Vida Caracteres da Revelação Espírita Células e Corpo Espiritual Centros de Força Cérebro e Mente Chico Xavier Circulação da Matéria Complexidades da Energia Consciência Consciente e Inconsciente Considerações Sobre a Origem do Câncer Constelação Familiar Convite ao Bem Criação Da Natureza Divina Das Manifestações Espíritas Desobsessão Deus Deus e a Criação Deus na Natureza Diferentes Naturezas de Manifestações Divaldo Pereira Franco Dos Espíritos Elementos Gerais do Universo Em Busca da Verdade Emmanuel Encarnação dos Espíritos Entre a Terra e o Céu Epes Sargent Escolha da Espécie Espiritismo Estudando a Mediunidade Estudos Extras Evolução em Dois Mundos Existem Espíritos? Existência de Deus Explicação Filosofia Espírita Física Quântica Fisiologia da Alma Fonte Viva Francisco Espírito Santo Neto Governo Interno Hammed Hercílio Maes Hermínio Correia de Miranda Ho'Oponopono Horizontes da Mente Horizontes da Vida Instinto de Conservação Interação Mente-Corpo Intervenção dos Espíritos no Mundo Corpóreo Introdução Introdução à Primeira Edição Publicada em Janeiro de 1868 Introdução ao Estudo da Doutrina Espírita Jesus e Vida Joana D'Arc Joana D'Arc Médium Joanna de Ângelis João Nunes Maia Joseph Campbell Léon Denis LIbertação do Sofrimento Mecânica Quântica Mensagens Devidas aos Invisíveis Método Miramez Missionários da Luz Monismo Mundo Espírita ou Dos Espíritos No Invisível Noções Preliminares Nos Domínios da Mediunidade O Amor O Amor - Dom Dvino O Bem e o Mal O Critério da Doutrina dos Espíritos O Despertar da Consciência - Do Átomo ao Anjo O Gênio Céltico O Grande Enigma O Inconsciente - Território de Nossas Ignorâncias O Livro dos Espíritos O Livro dos Médiuns O Maravilhoso e o Sobrenatural O Mundo Invisível O Papel da Ciência na Gênese O Pensamento O Pensamento Criador O Problema do Ser O problema do Ser do Destino e da Dor O Que é Um Átomo O Ser Humano em Crise Existencial O Ser Humano Pleno O Ser Real O Sistema Obreiros da Vida Eterna Oração Os "Exageros do Cérebro Pão Nosso Pensamento e Vida Pietro Ubaldi Prefácio Princípio Inteligente Princípio Vital Prolegômenos Quem Serve Prossegue Ramatis Reflexões Sobre Deus Revista Espírita Saúde Serviço de Passes Significado do Ser Integral SIstemas Solidariedade - Comunhão Universal Substância Primitiva Transgeracionalidade Um Modo de Entender: Uma Nova Forma de Viver Unidade Substancial do Universo Uranografia Geral Usina Humana Vida Feliz Vida: Desafios e Soluções

Pesquisar este blog

sexta-feira, 14 de junho de 2019

O Início do Amor

O Início do Amor

Vivemos o amor em círculos crescentes. Se o primeiro círculo não estiver completo, algo faltará também no segundo. Se ambos não estiverem completos, algo faltará no terceiro. Qual é o terceiro círculo? O amor entre homem e mulher. Assim algo precede àquele círculo. O quarto círculo é o amor que nos dá a capacidade de ajudar outros de forma positiva. Vamos agora voltar ao primeiro círculo, à base do amor. A nossa vida começou com o amor dos nossos pais. Fomos criados a partir deste amor. Nós olhamos para eles como um casal, e para o amor deles como homem e mulher. Os nossos olhos começam a brilhar. O que poderia ser mais belo e maior e mais profundo e mais abundante e mais impactante para eles e para nós? Com isso o nosso amor também teve início. Nós respondemos a este amor ao tomar a vida deles – de forma inteira, assim como ela chegou até nós através deles. Não é a vida deles, ela apenas chega através deles. Pois atrás deles estão os seus pais, e os pais deles, e os pais deles, muitas gerações. Através de todas estas gerações, esta vida fluiu, de forma pura, sem que alguém pudesse ter tirado algo dela ou acrescentado a ela. É a mesma vida que flui através de todos eles até chegar a nós. Todos o fizeram bem. Ninguém foi melhor ou pior nesta tarefa. Ao transmitir a vida, todos eram completos e bons. Assim olhamos agora para os nossos pais, assim como o são, e os vemos: completos no serviço da Vida. O que for que tenham feito ou pensado, e como tenha sido o destino deles, como os nossos pais,eles fizeram tudo da forma correta. Eles foram perfeitos na transmissão da vida. Como estes pais perfeitos, que fizeram tudo de forma correta, nós os tomamos para dentro do nosso coração. Junto aos nossos pais tomamos também os pais deles e todos os nossos ancestrais e todos aqueles que estão em ressonância conosco, independente do que isso nos custa e nos dá. Nós olhamos para todos eles e dizemos a cada um: “Sim”. Também dizemos para cada um: “Obrigado”. Nós nadamos com eles na grande corrente da Vida, onde quer que ela nos leva ou para onde nos empurra.

Bert Hellinger

Consciência

Consciência

Vivemos num mundo curioso!

Enquanto todo o planeta usa os meios mais avançados de tecnologia e informação, a maioria absoluta não sabe sequer que o átomo existe.

Quando perguntaram ao famoso físico Richard Feymann qual conhecimento ele passaria para uma próxima civilização, caso esta fosse desaparecer, ele disse: a existência do átomo. Uma única informação seria e é suficiente para criar uma civilização avançada. A existência do átomo.

E essa informação vital é desconhecida da imensa maioria dos seres humanos no ano da graça de 2011.

Este conhecimento mudaria tudo. Resolvendo todos os problemas críticos que a humanidade hoje enfrenta e que se complicam cada vez mais.

O amigo pode perguntar: “Mas, por que é tão importante conhecer o átomo?. Ninguém precisa ser engenheiro elétrico para apertar o interruptor e acender a luz!”.

Isso é óbvio, caro amigo. Mas, se ficarmos apenas no conhecimento técnico de como apertar os botões não estaremos muito distante do boi que sabe que abrir a porta e adentrar para comer no cocho!

É preciso ir fundo no significado das coisas. Perguntar-se o que significa a existência deste “tijolo fundamental da matéria”. De que ele é feito, como funciona e de onde surge. Entender como é e como funciona o Universo. Pois é preciso saber o que estamos fazendo aqui, de onde viemos e para onde vamos. Perguntas óbvias que qualquer pessoa curiosa faz ou deveria fazer. Desde os primórdios das civilizações essas perguntas foram feitas e respondidas de um jeito ou de outro, conforme Joseph Campbell documentou na sua obra magnífica: As Máscaras de Deus.

Porém, aquilo que podia satisfazer à mente das pessoas de milênios atrás não pode mais satisfazer a nossa e é premente que resolvamos isso, já que os problemas não esperam indefinidamente por uma solução deste enigma.

Explicações metafóricas são suficientes para crianças que ainda estão desenvolvendo seu intelecto e sua mente. Adultos precisam de uma explicação racional, que satisfaça aos requisitos do método científico. Elaborar uma teoria, testá-la, refiná-la, até que seja necessário elaborar uma nova teoria que explique de forma melhor a natureza. E assim por diante, ad infinitum.

Com o que já sabemos hoje é possível resolver todos os problemas deste planeta. Quando se chega ao conhecimento de como construir uma bomba de hidrogênio, chega a hora da verdade para uma civilização. Pois ela já sabe apertar o “botão da luz”, mas ainda não sabe o que significa luz.

É por isso que é preciso dar um passo à frente e entender o que significa o átomo. O botão já existe e pode destruir a civilização caso a pessoa que tem acesso ao botão não expanda sua consciência e entenda como é o Universo. E isso vale para todo o resto das atividades humanas. A economia, a saúde, a educação, os relacionamentos, tudo ,enfim, está debaixo ,hoje, de uma visão mecanicista e reducionista. Basta saber apertar o botão do seu celular e pronto. A pessoa já é um ser humano operacional. Está apta a viver em sociedade.

Esta visão leva ,inevitavelmente, a problemas graves ,mais cedo ou mais tarde, na vida de todas as pessoas. Como elas não sabem em que tipo de entorno estão vivendo, não têm a menor ideia de como modificá-lo e quais as conseqüências de não modificá-lo.

De que é feito o átomo? Hoje já temos conhecimento suficiente para manipulá-lo de forma a construir toda essa eletrônica que permeia nossa civilização. 90% da nossa sociedade está baseada no conhecimento da Mecânica Quântica. Portanto, tudo isto funciona porque realmente se entendeu como o mundo quântico funciona. Pelo menos em parte. A parte que aperta o botão.

O significado continua fora da consciência da maioria.

Os experimentos de laboratório mostram, sobejamente, que tudo tem uma dualidade partícula/onda e que podemos trabalhar com o lado partícula ou o lado onda. No momento estamos, praticamente ,só usando o lado partícula em tudo que se faz e pensa no planeta. O lado onda só funciona nos “botões” que apertamos usando a tecnologia. Desconhecendo que estamos usando o lado onda o tempo todo.

“Descendo” na organização do átomo chegamos depois dos prótons, quarks, bóson de Higgs ou supercorda, ao Vácuo Quântico de onde emerge tudo. De onde emerge o que se convencionou chamar matéria ou massa. Massa que é partícula e onda ao mesmo tempo. Isso acontece quando ,pela primeira vez, surge algo que se pode tratar como massa. Vindo de uma onda.

Uma única onda que é o Vácuo Quântico. Essa onda que se “torna” massa, se comporta desta maneira, porque reduziu sua frequência para que nossa percepção possa trabalhar com ela.

Desta forma, tudo que existe surge de um oceano de energia potencial que, ao se particularizar, individualiza-se para experienciar seu potencial infinito. É por isso que se diz que existem “infinitas possibilidades” na mecânica quântica.

Tudo existe nesta única onda. Na Fonte de tudo que existe.

Todas as informações estão nela. Passado, presente, futuro, dimensões paralelas, universos paralelos, multi versos, enfim, tudo.

Com a Física que temos hoje já se sabe e deduz-se tudo isso.

Isso já seria suficiente para resolver tudo.

Mas, infelizmente ainda estamos na fase de “apertar os botões”.

É por isso que surgiu a Ressonância Harmônica nesta fase da história humana. Com ela podemos acessar todo o infinito reservatório de informações e conhecimentos provando e comprovando todas as teorias que temos ou venhamos a ter. É preciso esclarecer que informação é um conceito amplo. Tudo tem uma informação implícita a si mesmo. Podemos saber a verdade e avançar eóns em pouquíssimos anos quando ela for aceita. Para isso, é preciso apenas um salto quântico de consciência, que a própria Ressonância pode permitir. Isto é, a ferramenta permite exponenciar o conhecimento de forma inimaginável hoje. Por que temos de viver no método de elaborar a teoria e testar e assim por diante? O salto acontecerá quando o conhecimento vier pela intuição, isto é, pelo acesso à toda e qualquer informação. E isso por todos os humanos. A intuição validará qualquer informação. E a intuição pode ser expandida pela Ressonância. É na verdade uma hierarquia entrelaçada. Porém, não é preciso ser físico para poder se beneficiar da Ressonância. Basta ter bom senso. A evidência fala por si só. Todas as descobertas das ciências são suficientes para nos mostrar que a realidade é assim. Existem inúmeros experimentos mostrando isso. Em muitas disciplinas científicas.

Não há falta de provas.

O que há é uma atitude de “não aceito que é assim o Universo”.

A negação da realidade.

E a negação da realidade é irracional. E o que é irracional leva ao desastre, inevitavelmente.

Felizmente, isso não acontecerá porque a consciência de que a realidade é assim se imporá de qualquer forma. A Única Onda é pura consciência, caso contrário o amigo não teria consciência também. Todos somos originados Dela. Todos estamos dentro Dela. Todos somos Ela. Nada está fora Dela. Só existe esta Onda, em última instância.

E é possível entrar em fase com Ela. Em amplitude, frequência e comprimento de onda. Assim a informação é transferida; que é só uma forma de falar, por que já somos a informação. Só não sabemos disso e ,portanto, não conseguimos acessar.

Toda a felicidade está ao nosso alcance à qualquer momento, assim que decidimos dar um salto quântico de consciência. Aceitando a existência da Única Onda.

E agindo em conformidade com esta verdade.

A Ressonância veio para facilitar esse salto de consciência.

Este é o nosso trabalho. Facilitar a expansão da consciência.

Iniciamos ,hoje, uma nova fase da nossa jornada.

É um prazer compartilhar esta jornada com todos os amigos que acompanham meu trabalho.

Vamos em frente que há muita coisa por fazer.

Um grande abraço a todos.

Direitos Autorais:
Copyright © Hélio Couto. Todos os direitos reservados.